terça-feira, 9 de outubro de 2007

O PREFEITO ALÍPIO MUMIC

À frente do Cortume Santa Cruz Mumic Ltda, Alípio Mumic teve que visitar muitas cidades brasileiras, principalmente cidades dos estados de São Paulo, Paraná e Goiás, com as quais mantinha interesses comerciais. E pode constatar o grande desenvolvimento de algumas dessas cidades. A comparação entre o progresso que esses locais experimentavam e a estagnação em que se encontrava São Sebastião do Paraíso, trazia-lhe o anseio de encontrar um meio para ajudar a sua cidade crescer. Não era político e nem gostava de política. Mas de repente, sentiu que alguma coisa deveria ser feita e viu a oportunidade quando o sr. Delson Scarano resolveu candidatar-se a Deputado Estadual pelo antigo PSD, em 1962.

A Família Mumic era tradicionalmente conhecida como sendo do partido da UDN. Alberto Mumic, irmão de Alípio, já havia sido eleito vereador e vice-prefeito da cidade, e por 6 meses exerceu a função de Prefeito Municipal. Mas o governo municipal, nas mãos de membros da UDN, não recebia muito apoio do governo mineiro. Havia na cidade, um sentimento de distanciamento da capital, Belo Horizonte, e muito mais uma inclinação para que a cidade passasse a pertencer ao Estado de São Paulo, do qual distava apenas algumas dezenas de quilômetros.

Alípio Mumic, então, vislumbrou a possibilidade de ver a cidade progredir se um candidato de Paraíso, alinhado com o governo estadual, fosse eleito para Deputado Estadual. Assim, decidiu dar todo apôio à campanha de Delson Scarano, que foi eleito para a legislatura de 1963 a 1967, com significativa votação. São Sebastião do Paraíso, daí para a frente, passou a receber mais ajuda e atenção do Governo Mineiro.

Alípio Mumic, Israel Pinheiro e o deputado Delson Scarano

Na eleição municipal de outubro de 1965, Alípio - apoiado pelo Deputado Estadual Delson Scarano e do então candidato ao governo de Minas, Israel Pinheiro, foi eleito Prefeito de São

Prefeito Argemiro de Pádua passando o mandato para o prefeito Alípio Mumic, tendo ao lado a primeira dama, Alice do Nascimento Mumic, e o vice-prefeito José Diogo e esposa.

Sebastião do Paraíso com uma grande vitória contra seu oponente. Na mesma eleição, Israel Pinheiro elegeu-se governador para o período 1966 a 1971. Finalmente, São Sebastião do Paraíso tinha um Prefeito Municipal alinhado com o Governo de Minas e, além disso, um representante na Câmara dos Deputados - Delson Scarano - além do apôio do Deputado Murilo Badaró, na Câmara Federal.

Durante toda sua vida política, liderou campanhas que contaram com a presença de Juscelino Kubitscheck, Tancredo Neves, Israel Pinheiro, Murilo Badaró, José Maria Alkmim, Sebastião Pais de Almeida, e muitos outros políticos influentes da época.

Em campanha política com Sebastião Paes de Almeida, Tancredo Neves e Delson Scarano

Com o então senador Juscelino Kubstchek

São Sebastião do Paraíso não tinha obras de infra-estrutura, ou seja, água, esgoto ou energia elétrica em todos os bairros. Poucas ruas eram calçadas. Só tinha uma praça bem cuidada: a praça da Matriz. As outras - Jardim Novo, praça Santo Antônio e praça São José - encontravam-se abandonadas. Faltavam escolas na zona rural e as estradas viscinais encontravam-se em péssimo estado. Alípio encarou com seriedade todos os problemas da cidade: cuidou primeiro das obras de infra-estrutura, depois, sob seu comando, foram renovadas todas as praças da cidade, construídas várias escolas na zona rural; foi executado o calçamento de muitas ruas da cidade e recuperadas as estradas viscinais. Terminou o mandato com elevado índice de aprovação.

Estava definitivamente sagrado como político austero, empreendedor e grande administrador.

Novamente, em 1972, canditatou-se a prefeito e outra vez foi eleito. No segundo mandato, já com Paraíso inserida como cidade emergente no sudoeste mineiro e com a infra-estrutura toda realizada, dedicou-se a obras mais abrangentes. Iniciou a Construção do Pronto Socorro Municipal, Foram inaugurados o Ginásio Clovis Salgado, a Faculdade de Ciências Contábeis
Inauguração do abastecimento de água pela COPASA, em 20 de janeiro de 1977
e o novo Forum da Cidade. Paraíso passou a receber água tratada da Copasa. Foi construída uma nova Estação Rodoviária e um Conjunto Habitacional com casas populares e as principais ruas da cidade receberam calçamento.
Inauguração do Conjunto Habitacional de casas populares